terça-feira, 18 de maio de 2010

Eu estive lá antes da Madonna

Sábado, 13:45 - Restaurante Aprazível - Rio de Janeiro, RJ

O nome já diz tudo: Aprazível. Um dos restaurantes mais bem localizados e charmosos do Rio de Janeiro tem o adjetivo que melhor o define no cartão de visita. Pra começar, essa vista de dar água na boca recepciona e encanta quem baixa por lá. Aliás, sobe, porque o Aprazível fica em Santa Teresa, na rua de mesmo nome. Essa é uma das visões mais inusitadas do Rio. A ponte, o relógio da Central do Brasil e a Baía da Guanabara vistas num mesmo ângulo, com a vegetação e o casario europeu como moldura.

Sábado, 14:00 - Restaurante Aprazível - Rio de Janeiro, RJ

Eu nasci em Santa Teresa, muito antes do Aprazível, mas é sempre bom ter um motivo a mais para voltar ao seu bairro. Fui lá muitas vezes. Nessa ocasião levei meus amigos de Curitiba que estavam em cartaz com uma peça no Rio, numa temporada no SESC. Esse daí olhando pra câmera é meu amigo de longa data, Márcio Abreu, dramaturgo e diretor de teatro premiadíssimo, da Companhia Brasileira de Teatro. Ao lado dele é o André Coelho, ator da companhia.

Sábado, 14:00 - Restaurante Aprazível - Rio de Janeiro, RJ

Conosco estava também outro grande amigo, Luiz Melo, um dos melhores atores brasileiros que eu já tive o prazer de ver atuar. O Melo é de Curitiba, mas mora meio aqui no Rio, meio no Paraná. A gente dá muita risada quando se reúne.

 Sábado, 14:35 - Restaurante Aprazível - Rio de Janeiro, RJ

Eu ataquei de Marreco Aprazível, um dos campeões de pedidos da casa. Pato grelhado com molho de ameixa e vinho branco, acompanhado de arroz selvagem e um delicioso purê de maçã. A carne vem fatiada e tenra, quase desmancha na boca. O prato todo puxa para o adocicado, mas sem ser nada enjoativo.

Sábado, 14:40 - Restaurante Aprazível - Rio de Janeiro, RJ

O Melo uniu a culinária nordestina com a mineira. Pediu a Picanha ao Sol, outro prato tradicional do Aprazível. A carne, maturada em sal de ervas, vem acompanhada de feijão de corda e farofa de abobrinha com farinha de flocos de milho e ovos caipiras.

Uma super dica pra quem não conhece e para os cariocas que querem impressionar seus amigos de fora. Vale por tudo. Pelo astral, pelo ambiente, pela vista e - sobretudo - pela comida. Em fevereiro, quando veio ao Brasil pela última vez, a Madonna foi almoçar no Aprazível. Mas eu estive lá muito antes dela...

Marreco + purê de maçã + arroz selvagem + picanha maturada + farofa de flocos de milho + cerveja

4 comentários:

  1. Deliciosa lembrança!
    Abraço.
    Marcio.

    ResponderExcluir
  2. Que maravilha. Ainda não fui lá, mas já ameacei várias vezes.

    ResponderExcluir
  3. Padilha, esse Marreco é Pato???
    Acerta o texto, não é pato, é peito.

    Abs,

    Rafael

    ResponderExcluir
  4. As entradinhas também são ótimas. O escondidinho de batata baroa (que na minha terra se chama mandioquinha) é o melhor que comi na minha vida!
    Beijos, Moniquinha

    ResponderExcluir